Açaí

Nativo da Amazônia e consumido há muitos anos pelas tribos indígenas, o Açaí, fruto do açaizeiro do gênero Euterpe oleracea, é ainda um dos alimentos de maior importância para os habitantes dessa região. À várzea do Rio Amazonas, o açaizeiro encontra o clima ideal para se desenvolver. A árvore chega a atingir cerca de 30 metros de altura e tem a extração de seu fruto de forma rústica. O apanhadorescala a palmeira utilizando uma peconha nos pés, um tipo de cinto rudimentar produzido com folhas verdes da própria árvore, que o ajuda a impulsionar-se acima. Após cortar os cachos maduros e retirar os frutos, o açaí é armazenado em recipientes e vendido.

Apenas 15% do fruto corresponde à polpa, porém do açaí praticamente tudo se aproveita. O caroço, fibras e demais componentes são utilizados na produção de cosméticos, corante natural, óleos, fitoterápicos e celulose. O açaizeiro também é a principal fonte de extração de palmito no Brasil. Porém sua extração desordenada e clandestina é motivo de grande preocupação quando o assunto é a preservação da espécie.

Com relação ao consumo do alimento, é muito importante que anteriormente se conheça a procedência. Na fase de produção da polpa, que não deve exceder 24 horas após a colheita, o fruto é macerado, misturado com água e peneirado. A ingestão do açaí sem os devidos cuidados pode ser muito perigosa pela possível presença do Trypanossoma cruzi, o protozoário responsável pela Doença de Chagas.

Para evitar a possibilidade de contaminação, o processo de pasteurização do suco foi implantado na indústria, tornando o consumo do açaí mais seguro. O ideal ao adquirir o alimento é verificar se o mesmo possui os devidos registros em órgãos competentes como Vigilância Sanitária e Ministério da Agricultura.

O consumo do suco ou vinho do açaí é variado. Na região Norte, é comum ingeri-lo com farinha de mandioca ou tapioca. Já em outras partes do Brasil como no Sudeste, o açaí é consumido principalmente em vitaminas, sucos ou congelado como sorvete, com adição de frutas e xarope de guaraná.

Apesar de ser um fruto extremamente nutritivo, o açaí é também muito calórico, sendo que em 100 gramas da polpa encontramos cerca de 490 kcal. Essa mesma quantidade contém 48 gramas de lipídios, 13 gramas de proteínas, 34 gramas de fibras e quase 1,5 gramas de ferro.
Sua ingestão promove melhoria do funcionamento intestinal e da circulação sanguínea. Por ser rico em fósforo, potássio e cálcio, o alimento previne a osteoporose. O açaí é também uma boa fonte de vitamina E, que fortalece o sistema imunológico e reduz a incidência de doenças cardiovasculares.

O fruto é uma das maiores fontes de antocianina, um tipo de corante vegetal altamente antioxidante. A antocianina combate os radicais livres, protegendo as células da degeneração e do envelhecimento precoce. Essa substância tem ainda potencial anti-inflamatório, principalmente no sistema digestivo e circulatório, auxiliando na diminuição do LDL (colesterol ruim).

Por ser nutritivo e saboroso, o açaí faz bastante sucesso no meio fitness, proporcionando energia extra para exercícios e garantindo a eficiência nos treinos. Já numa dieta restritiva visando emagrecimento é preciso ficar atento e consumir com moderação.

O açaí faz parte da cultura brasileira. É um alimento rico e abundante, de grande importância econômica que precisa ser enaltecido e preservado com ações que adotem a sustentabilidade da espécie. E você? Qual a sua forma preferida de consumo do açaí? 🍴😋

Compartilhar esse arquivo
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Autor

andrel80

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios.