Com que frequência devo limpar minha escova de cabelo?

Embora a escova de cabelo seja um objeto indispensável no nosso dia a dia, acabamos negligenciando os cuidados básicos para que ela esteja sempre limpa e pronta para o uso. É muito comum que as pessoas desconheçam os fatos que levem a necessidade de realizar uma limpeza periódica nesse objeto, mas a realidade é que uma escova de cabelo suja pode aumentar a oleosidade dos fios e fazer com que rapidamente eles desenvolvam uma aparência pesada e sem brilho.

Nossa pele libera microscópicos fragmentos com o passar do tempo. Isso porque nas camadas mais externas, a queratinização faz com que elas percam cada vez mais o contato com o interior vascularizado do tecido. A exposição solar, a água quente e a fricção podem colaborar com a escamação epidérmica, assim como os shampoos e produtos químicos que aplicamos no couro cabeludo. Em pessoas que tenham uma oleosidade natural excessiva nos cabelos, o surgimento de caspas é extremamente comum. Nessa situação, os cuidados com a escova são ainda mais importantes, pois mesmo que sejam feitos tratamentos específicos para eliminá-la, as caspas acabam retornando através da escovação.

Responsável por manter as madeixas em ordem, a escova de cabelo tem contato direto com o tecido do couro cabeludo, realizando uma pequena massagem no local ao deslizar entre os fios. Esse processo acaba removendo células mortas superficiais e inclusive as caspas, que quando ocorrem, acabam acumulando entre as cerdas da escova e servindo de alimento para microrganismos. Com o tempo podemos observar que fios que geralmente caem tendem a se entrelaçar nas cerdas. Não removê-los pode agravar a situação, tornando a almofada da escova um ambiente abafado e úmido, ideal para proliferação de fungos e bactérias. O mesmo acontece com produtos como creme de pentear, gel, condicionadores ou protetor térmico. Aos poucos eles aderem às laterais das cerdas, secam e acabam retornando aos nossos cabelos quando utilizamos o objeto.

Ao deslizar as cerdas da escova pelos fios, principalmente quando estão úmidos, revestimos os cabelos limpos com uma camada de produtos mistos, células mortas e microrganismos, por isso é comum após utilizar uma escova suja, ter a sensação de que a lavagem não foi feita corretamente. O intervalo ideal para a limpeza das escovas de cabelo é geralmente a cada duas semanas. Entre esse período, é recomendado que seja feita apenas a remoção superficial dos fios que agarrarem entre as cerdas.

Limpar corretamente a escova é um processo simples. Para isso basta dissolver em uma vasilha grande com água morna uma pequena quantidade de um shampoo de limpeza suave como os indicados para crianças. Remover os fios e resíduos visíveis da escova com ajuda de um pente e mergulhá-la na vasilha, esfregando delicadamente com os dedos. Em seguida, basta enxaguar e deixar que seque com as cerdas para baixo em uma toalha limpa. A escova de cabelos estará pronta para ser utilizada novamente.

Repetindo esses passos na frequência correta a durabilidade da escova aumentará consideravelmente. O acúmulo de sujeira proveniente da falta de higienização pode enfraquecer as cerdas e fazer com que se quebrem ou desprendam com facilidade da base. Apesar disso, é importante salientar que a duração normal de uma escova de cabelos é de cerca de 6 meses a 1 ano. Ao notar que as cerdas começaram a deformar ou soltar, mesmo adotando todos os cuidados, saiba que chegou o momento de substituí-la.

Vale lembrar que esse processo é indicado para escovas de uso pessoal. Já quando falamos de locais que utilizem o objeto com finalidade comercial como salões de beleza, por exemplo, a limpeza deverá ser mais profunda e contar com a ajuda de um agente sanitizante apropriado.

A higienização periódica da escova de cabelo é essencial. Escovar os cabelos com cerdas limpas, além de desembaraçar os fios, colabora na vascularização capilar garantindo cabelos mais soltos e cheios de vida.

Compartilhar esse arquivo
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Whatsapp
Whatsapp
Autor

Instituto Ortomolecular

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios.