Nunca é tarde para exercitar-se!

Não é segredo para ninguém que a prática de atividades físicas é capaz de melhorar a vida de qualquer um, trazendo benefícios tanto para a saúde física quanto mental. 

A boa notícia é que nunca é tarde para começar e a idade não é um fator impeditivo para ter resultados significativos de saúde e condicionamento físico. 

 

Idosos que nunca praticaram exercícios podem obter benefícios 

Muitas pessoas acabam pensando que idosos que foram ativos durante toda a vida têm muito mais chances de construir músculos e atingir um condicionamento físico.

Mas estudos recentes mostram que não é bem assim!

Tanto idosos que já foram atletas quanto aqueles que nunca praticaram atividades físicas se mostraram capazes de construir músculos após exercícios.

Com esses resultados, é comprovado que não existe idade para iniciar, e que ainda é possível obter benefícios mesmo em idosos. 

É claro que quanto antes se iniciar um estilo de vida saudável, melhores serão os resultados para minimizar fraquezas musculares, fragilidade dos ossos e até outros problemas de saúde.

Mas não existe idade limite para melhorar!

Nesse sentido, é crucial obter orientações específicas para melhorar a força muscular e observar sempre as limitações e problemas de saúde. 

E é bom saber que isso não obriga a pessoa a frequentar a academia, visto que muitas atividades podem ser feitas até no dia a dia – como subir escadas e levantar sacolas mais pesadas. 

 

O treinamento de força é importante

Treinamentos de força podem trazer muitas vantagens para idosos, como:

  • Melhora na densidade óssea, aumentando o fortalecimento estrutural;
  • Maior clareza e saúde mental;
  • Melhora da amplitude de movimento, força e equilíbrio corporal. 

 

Entre os 30-80 anos de idade, os humanos perdem até 15% de sua massa corporal – um fenômeno que é normal com o passar da idade.

Assim, pensar em treinamentos de resistência que promovam  maior massa muscular é uma ótima maneira de prevenir problemas, alavancar a qualidade de vida e gerar longevidade. 

Outros benefícios da atividade física para idosos incluem:

 

 

Facilidade nas tarefas diárias

 

Pequenas tarefas diárias, como carregar uma sacola de compras ou levantar da cadeira podem ser extremamente melhoradas quando os idosos aumentam a força. 

 

 

Alívio das dores

 

As dores nas articulações são ainda mais comuns com o passar da idade.

A prática de exercícios físicos é capaz de fortalecer as estruturas envolvidas com a articulação, aliviando as dores e aumentando a movimentação – que muitas vezes é prejudicada.

 

 

Ajuda no controle e prevenção do diabetes

 

Graças à prática de exercícios, é possível controlar as taxas glicêmicas (de açúcar) na corrente sanguínea, prevenindo e mediando o diabetes.

Nesse sentido, o exercícios aeróbicos são os queridinhos, envolvendo atividades como: corrida, bicicleta, dança, caminhada ou natação. 

 

 

Retardo no envelhecimento cerebral

 

O exercício físico é promotor de saúde cerebral, contribuindo para a sobrevivência neuronal.

Desta maneira, a demência é prevenida. E como o cérebro é o órgão crucial do corpo humano, toda a saúde agradece!

 

Treino que restringe o fluxo sanguíneo

Para idosos, o método de restrição de fluxo sanguíneo é um treino altamente eficaz e redutor de complicações como a sarcopenia (redução de massa muscular). 

Tais treinos têm como objetivo principal aumentar a massa muscular e a força com apenas 20-30% do peso que seria usado em um treinamento convencional (de resistência). 

 

Como funciona esse tipo de treino?

O treino que restringe o fluxo sanguíneo, também conhecido como oclusão vascular, envolve o trabalho muscular com restrição parcial do fluxo de artérias e veias. 

Através do uso de faixas elásticas finas no local em que está sendo exercitado, é possível alcançar excelentes resultados. 

Mas é importantíssimo ficar atento ao tipo de faixa utilizada, jamais optando por materiais largos e sem elasticidade, que podem ser perigosos. 

Para garantir que as bandas não estejam apertadas demais, pressione firmemente a área e libere em seguida – vendo quanto tempo ela leva para ficar mais rosada. 

Se o tempo for maior que 3 segundos, suas faixas estão muito apertadas. De maneira análoga, se a pele ficar rosa momentaneamente, aperte mais suas faixas – buscando sempre um equilíbrio. 

 

Os benefícios do treino

Quando restringimos o fluxo sanguíneo nas veias, o músculo acaba ficando em um ambiente hipóxico, que apresenta tais benefícios:

  • Melhora o revestimento muscular;
  • Ativa fibras que aumentam o tamanho muscular;
  • Promove o crescimento de mais vasos sanguíneos;
  • Libera hormônio do crescimento – essencial para o condicionamento físico melhorado. 

 

Apesar dos famosos HIIT (treinos de alta intensidade) também serem excelentes, eles não ativam fibras musculares do tipo II –  que são trabalhadas no treino de restrição de fluxo sanguíneo.

Isso acontece porque a ativação de tais fibras ocorre em condições hipóxias, o que só é atingido por esse tipo de treino.

Assim, ele acaba sendo uma excelente opção para alavancar o condicionamento físico e crescimento muscular em idosos.

 

Não, você não está tão velho para se movimentar!

Se você acha que não tem condições para começar a praticar atividades físicas e que é tarde demais, trate de mudar suas crenças!

Vários exemplos nos mostram que a idade não é impeditiva para a prática de atividades físicas.

Trouxemos casos interessantes para te inspirar:

  • Um senhor de 93 anos atravessou os Estados Unidos sozinho;
  • Uma aposentada conquistou sua faixa preta de karatê aos 78 anos;
  • Um levantador de peso continua firme aos 73 anos;
  • Um triatleta iniciou sua carreira aos 47 e hoje está com 86, garantindo que nunca é tarde para iniciar!

 

Incrível, não é mesmo?

Mas se você não souber por onde iniciar, não se preocupe!

Procure um profissional de confiança e elabore um plano de exercícios condizente com sua saúde, tendo a plena certeza que nunca é tarde!

Compartilhar esse arquivo
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Whatsapp
Whatsapp
Autor

Instituto Ortomolecular

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios.