Razões para desligar a TV ao dormir

É de extrema importância para nosso organismo ter uma boa noite de sono – é nesse período de repouso que nos recuperamos do cansaço físico e mental vividos durante o dia e recarregamos nossas baterias. Assim, se não tivermos um sono de boa qualidade, há muito que se perder quando falamos da nossa saúde de forma geral, como dificuldade de concentração no dia seguinte, lentificação do aprendizado e lapsos de memória que ocorrem devido à má oxigenação no cérebro ao longo da noite, além de prejuízos para o metabolismo e imunidade.

Se você tem o hábito de adormecer com a TV ligada, isso pode estar influenciando sua capacidade de manter um peso saudável, além de prejudicar a qualidade do seu sono. A ligação entre sono e obesidade é forte, com aqueles que dormem menos horas com um risco aumentado de sobrepeso.

Dormir com a TV ligada atrapalha o sono por causa do barulho e da luminosidade aos quais nosso corpo permanece exposto num período em que deveria estar num ambiente escuro e silencioso; O som da TV mantém nosso cérebro em estado de alerta, dificultando a entrada no estado profundo, responsável pelo pleno descanso; quanto à luz emitida pelo aparelho, esta dificulta a produção de melatonina, o hormônio responsável pelo sono, podendo gerar episódios de insônia e fadiga. Além disso, a exposição a luz artificial durante a noite confunde nosso organismo e metabolismo, pois pode alterar a produção dos hormônios e outros processos biológicos que ocorrem durante o sono, de maneiras que aumentam o risco de condições de saúde como a obesidade.

Assim, se possível, não mantenha um aparelho de televisão no quarto e evite se expor a qualquer fonte de luz antes de dormir, como tablets, computadores e celulares. Mesmo uma pequena luz de cabeceira, como um abajur ligado, pode ser prejudicial – você pode fazer essa pequenas mudanças na sua rotina noturna e ganhar mais qualidade de vida gradualmente.

Compartilhar esse arquivo
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Whatsapp
Whatsapp
Autor

Instituto Ortomolecular

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios.